>

2 de dezembro de 2015

Bronzeamento a Jato ou Jet Bronze

Oiii gente,

Bom hoje vou falar um pouco sobre o bronzeamento a jato. O interesse surgiu porque quero começar a aplicar aqui na minha clinica, então fiz várias pesquisas, li vários artigos, estudei vários produtos e resolvi compartilhar com vocês. Estou apaixonada e acredito que em breve estarei aplicando aqui na clinica Ateliê da Estética e prometo trazer antes e depois para vocês! ;)






Nada como conquistar aquele tom dourado em pouco tempo e sem precisar 

passar horas exposta ao sol, não é mesmo? 

Saiba que o bronzeamento a jato pode ser seu grande aliado nessa missão, garantindo 

cor dos sonhos de forma segura e confiável

Trata-se de um spray autobronzeador que esguicha uma substância líquida 

e transparente em todo o corpo e reage com a melanina da pele, estimulando 

epiderme a fixar a coloração.



A maior vantagem do bronze a jato é que ele não faz mal à saúde. 
O excesso de raios UVA e UVB do sol e do bronzeamento em camas solares pode prejudicar a pele, causando envelhecimento precoce e até doenças como o câncer de pele. No bronzeamento a jato, tudo é natural.

Quem pretende apenas ganhar uma cor para não chegar muito branquinha à praia, também pode recorrer ao jet bronze. Tomar sol em seguida não causa nenhum problema. O procedimento só não é indicado para pessoas alérgicas. 

O bronzeamento a jato consiste na esfoliação da pele e posterior aplicação do produto autobronzeador. O corpo deve estar limpo, sem cremes e maquiagem. A aplicação é feita por um compressor, que possibilita uma disseminação uniforme do produto, sem o contato de mãos que causariam manchas. A sessão dura cerca de uma hora e custa em média R$ 100. Ao término, a cliente deverá esperar 20 minutos antes de se vestir, para o corpo absorver o produto por completo. Após a aplicação, não se deve praticar atividades intensas para não transpirar e o banho só deve ser tomado após oito horas da aplicação. A diferença no tom da pele é notada a partir da primeira hora da aplicação e vai se intensificando até completar as oito horas. Com uma sessão, o bronzeado é leve, e dura de sete a dez dias. O ideal é que se façam três sessões por mês. Com essa freqüência, o bronzeado fica mais forte e demora até 20 dias para sair.

O jet bronze é composto por óleos essenciais (aloé, chá verde, ginseng, alecrim, lavanda, baunilha, sândalo e ylang ylang), adicionados ao poderoso efeito anti-oxidante da vitamina E, tudo perfeitamente encapsulado em um refrescante aroma, e não faz mal.





A técnica é tão segura que pode ser aplicada em todos os tipos de pele a partir dos 15 anos e tem risco zero de câncer e não provoca o envelhecimento precoce.

bronzeamento a jato também é indicado para mulheres que sofrem de sensibilidade ao sol, portadoras de alguma doença de pele ou qualquer outro problema que não permite que se exponham ao sol. Além de oferecer um bronzeado sem riscos à saúde, disfarça imperfeições da pele como estrias, celulites e manchas.

bronzeamento a jato não possui nenhuma restrição quanto à periodicidade de uso, e pode ser aplicado semanalmente para manter o bronzeado durante o período desejado. 
As contraindicações são raras. Não é recomendado fazer a aplicação em gestantes, pessoas alérgicas a substância dihidroxiacetona  e que apresentem sintomas de pele ferida.



Que cuidados devo ter após a aplicação?

É importante evitar tomar banho com bucha, o atrito na pele e o suor excessivo. Abuse no uso dos hidratantes livre de óleos. Quando a pele começa a ficar bronzeada, é importante a hidratação constante, pois ajuda a diminuir seu ressecamento. Nunca a esfolie após a aplicação e não tome banho durante oito horas após o bronzeamento.
Vale evitar banhos de imersão ou muito quentes. Também é recomendado não depilar ou descolorir os pelos após a aplicação do produto. Ainda que seja permitido tomar sol após o procedimento, o uso de protetor solar é essencial, pois o bronzeamento a jato não protege contra os raios solares. Evite o sol entre as 10h e 16h. Caso esteja na praia nesse horário, procure uma sombra, use chapéu e camiseta.



Diga Não as Câmaras de Luz.

Os bronzeamentos artificiais já causaram muita polêmica. Quando surgiram, viraram febre, mas alguns acabaram sendo proibidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) depois que a Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (IARC), ligada à Organização Mundial da Saúde, divulgou uma pesquisa indicando que o procedimento aumentava em 75% o risco do desenvolvimento de melanoma em pessoas com menos de 35 anos.

Acompanhe o Ateliê em suas redes sociais:
   Facebook Instagram Twitter Google+ Youtube
 
Não se esqueça! Use sempre filtro solar!

Gostou? Compartilhe!

0 Comments:

Postar um comentário



 
Posts Relacionados